EXCLUSIVO – O Brasil possui hoje cerca de 17 milhões de veículos segurados. Destes, cerca de 150 mil já saem conectados de fábrica. Porém, este número deve dobrar a cada ano e chegar 4,4 milhões de carros conectados até 2030, apenas da Stellantis, nome que envolve as marcas Fiat, Jeep, Peugeot, Citroen e RAM. De acordo com André Souza Ferreira, CIO da Stellantis, não basta construir um carro, mas estar presente em toda a jornada de mobilidade. “Queremos ser uma tech mobile company”. “Nós temos o cliente em comum e queremos trabalhar em como criar ofertas e experiências para que os consumidores da marca tenham benefícios e experiências diferenciadas em termos de seguro, disse Rodrigo Pellin, diretor de parcerias da Stellantis.

É importante lembrar que a utilização dos dados dos condutores depende do opt-in, a autorização para uso das informações. “Em dois anos, a perspectiva é ter entre 200  e 400 mil carros com consentimento para uso dos dados. A largada em 2023 será com 150 mil carros conectados. Hoje já existem 100 mil conectados que fornecem dados para LexisNexis”, informou Suzan Erdosi, product manager da empresa de tecnologia.

Giuliano Mourão, managing director da LexisNexis, mostrou a disposição do consumidor em se beneficiar do compartilhamento de dados, com a entrega em forma de serviços e uma série de novidades. A solução Telematics on Demand Brasil pode partir da geração de lead, até oferta, precificação e gerenciamento de risco.

O novo produto foi apresentado para representantes da área de seguros de automóveis das mais diversas seguradoras brasileiras, em um evento no Hotel Rosewood São Paulo.

Agora o formato de consumo de dados é sob demanda. A empresa verificou que o consumidor está disposto a participar de programas como este, e seu foco é o fornecimento de dados para os seguros de automóveis tradicionais.  “Olhamos para a precificação da apólice (olhando o veículo, o condutor, a região), mas com uma jornada diferente com o consumidor, que pode receber um contato quando apresenta alguma característica que possa aumentar o risco”, explica Mourão.

É possível criar um nível maior de relacionamento com o consumidor, a partir da verificação dos seus dados.

Nos Estados Unidos já são 7 milhões de carros conectados na plataforma Lexis Nexis, com 17 milhões de viagens gravas e 230 milhões de km enriquecidos. “Saber se o cliente está interessado em dar o Opt-in (autorização para o uso dos seus dados) foi o começo de uma pesquisa que mostrou que 71% das pessoas disseram estar interessadas em usar seus dados de telemetria para acessar desconto no seguro, 67% estavam cientes de que veículos conectados podem capturar e transmitir dados de telemetria, mas apenas 22% usam seus dados para desconto em seguros”, apontou Susan.

Kelly Lubiato
Revista Apólice

The post Dados de carros conectados abrem oportunidades para mercado de seguros appeared first on Revista Apólice.